SETCERGS | Sustentabilidade: um compromisso sempre em evolução


A preocupação em reduzir impactos ambientais começou ainda no século passado. Na época, falava-se em responsabilidade com o meio ambiente, mas só mais tarde o termo “sustentabilidade” se tornou popular.

Hoje, cada vez mais transportadoras adotam práticas sustentáveis, como programas de neutralização dos gases do efeito estufa (Carbono Zero), reciclagem, destinação do lixo, uso de rotas mais adequadas, aproveitamento de energia solar, captação da água da chuva e seu reuso para lavagem e manutenção correta de sua frota de veículos.

A energia limpa está cada vez mais presente na nossa vida, principalmente no transporte. Nossa esperança é de uma rápida ampliação das tecnologias, da oferta de combustíveis sustentáveis e de novos modelos de veículos para baratear custos e expandir soluções.

Estes investimentos têm a finalidade de equilibrar propósito e lucro, considerando o impacto de suas decisões nos trabalhadores, nos clientes, nos fornecedores, na comunidade e no ambiente.

Nesse sentido, cuidar do ambiente, ter preocupação social e adotar as melhores práticas de segurança viária devem ser medidas de responsabilidade de toda transportadora que pensa no futuro. A adoção de normas com padrões internacionais são tendências no segmento.

A ISO 39001 deveria ser exigida dos transportadores, pois representa uma medida efetiva para reduzir os acidentes e mortes em rodovias. Implementar o Sistema de Gestão de Segurança Viária é de interesse de todos, pois garante o aumento da eficiência e, principalmente, a proteção da vida.

Também é preciso investir em tecnologias de informação B2C e em treinamento para os colaboradores e, principalmente, para os motoristas. Nesse caso, a qualificação é essencial para operar com competência as novidades tecnológicas oferecidas pelas montadoras. O conhecimento e o bom uso do veículo e a utilização de sistemas de telemetria viabilizam segurança com economia e respeito ao ambiente.

O aperfeiçoamento constante das pessoas é essencial, principalmente naqueles setores que geram os maiores custos. Cada vez mais, a responsabilidade de conscientizar clientes e comunidade será de todos. As empresas serão avaliadas de acordo com a organização de seus controles e pela capacidade de prestar informações.

Somente sobreviverão aquelas preocupadas em economizar sem deixar de acompanhar as tendências mundiais de seu segmento.


Sérgio Gabardo

Presidente do Sindicato das Empresas de Transportes de Carga e Logística no Estado do Rio Grande do Sul - SETCERGS