SETCEPAR | Escassez de mão de obra no TRC se resolve com investimento em qualificação


A qualificação de profissionais que desempenham atividades no segmento de transporte rodoviário de carga no Paraná faz parte das prioridades do Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas no Estado do Paraná (Setcepar). Com essa proposta, estamos sempre do lado das empresas do setor que desejam capacitar suas equipes e, assim, contribuir para o desenvolvimento regional e oferecer serviços adequados e com qualidade à sociedade em termos legais, ambientais, sociais e econômicos.

Num contexto geral, a falta de formação e de qualificação profissional dos trabalhadores de qualquer área de atuação acarreta baixa produtividade no trabalho, o que provoca queda de faturamento e elevação nos custos operacionais. Por isso, a busca por um quadro técnico de excelência é fundamental no setor de transporte rodoviário de carga. Sob esse prisma, o Setcepar vem trabalhando ao longo de sua trajetória, visando atenuar os problemas advindos da falta de mão de obra especializada e capacitada.

Investir na formação e na qualificação do pessoal está sendo crucial neste momento em que a falta de motoristas preparados vem provocando riscos para a sociedade como desabastecimento, perda de carga, problemas de saúde por excesso de trabalho e tantos outros prejuízos.

O segmento do transporte rodoviário de carga precisa oferecer um diferencial por meio de equipes habilitadas, portanto investir em programas de capacitação sempre vale a pena sem se esquecer de suas consequências positivas no que diz respeito à produtividade, à redução do absenteísmo e ao aumento de desempenho da equipe.

As entidades que atuam em defesa da melhoria do transporte rodoviário de cargas no Brasil precisam trabalhar para que a falta de motoristas capacitados não se torne um gargalo difícil de resolver. Solucionar o déficit de trabalhadores passa por oferecer melhores condições de trabalho, cargas horárias compatíveis e adequadas, atenção à saúde física e mental do colaborador e veículos em ótimas condições. As estradas também merecem atenção redobrada, e isso passa pelas reinvindicações das empresas junto ao governo federal, exigindo trafegabilidade mais segura.

A falta de qualificação profissional não pode ser impedimento para a escassez de mão obra no setor. Portanto, cabe aos empresários oferecer aos motoristas uma formação adequada e melhores condições de trabalho, ampliar os conhecimentos sobre as regras básicas de boa conduta na estrada e ao volante e oferecer treinamento adequado para conduzir os veículos cada vez mais modernos e tecnológicos.

Custear a especialização técnica das equipes deve estar na agenda das companhias como fator preponderante nessa nova realidade. É papel fundamental a conscientização dos empresários a respeito da importância da capacitação dos seus funcionários e colaboradores. É essencial treinar mais, capacitar, valorizar e abrir oportunidade para motoristas, independentemente do gênero e da idade.

Nesse cenário, são protagonistas as entidades que agregam as empresas do segmento de transporte rodoviário de carga como o Setcepar, que tem como meta formar o capital humano com treinamento qualificado aos profissionais. Por meio do Instituto Setcepar de Educação no Transporte (Iset), os colaboradores têm à disposição cursos com conteúdo atualizado e voltado às necessidades e às realidades do setor do transporte rodoviário de cargas.

Acreditamos que as entidades que agregam as empresas do segmento de transporte rodoviário de carga devem ser referência aos profissionais que buscam o aprimoramento e as atualizações pessoal e profissional. Devem disponibilizar cursos com excelência no ensino, foco total no aluno, método inovador e parcerias exclusivas num portfólio abrangente que visa ao fortalecimento da cultura, da liderança e do desenvolvimento de competências técnicas e comportamentais.


Marcos Egídio Battistella

Presidente do Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas no Estado do Paraná (Setcepar)