FETRANCESC | TRC em movimento: O futuro do transporte em Santa Catarina


Investir no transporte é ir além de levar uma carga da origem ao destino – e isso é muita coisa. É que fazer o transporte é “pensar fora da caixa”, como dizem as gerações atuais. Isso é o que a “velha guarda” chama de “fazer diferente”.


Independente de antigo, contemporâneo ou futurista, é impossível ficar na zona de conforto dentro de uma transportadora.

Pensando nisso, em cumprimento à missão de alavancar o segmento em Santa Catarina, o Sistema Fetrancesc (Federação das Empresas de Transporte de Carga e Logística no Estado de Santa Catarina) arrojou novamente e lançou dois grandes projetos em 2021.


O primeiro deles foi o MBA em transporte rodoviário de cargas, que está formando especialistas no setor. Embora existam diversos cursos para atividades pontuais dentro do transporte, nunca houve algum tão específico. Por isso, a coordenação do curso escolheu profissionais com atuações diversas em transportadoras para somar os conhecimentos em especialistas no transporte rodoviário de cargas (TRC). Ao todo, são 400 horas-aula divididas em 25 módulos.


Inicialmente seriam apenas quatro turmas em regiões estratégicas do estado, todas com bolsa de 50% pagas pela Fetrancesc para alunos com vínculo direto com empresas associadas a um dos treze sindicatos do sistema. Também os cooperados do Sistema Sescoop/SC tiveram o mesmo privilégio.


No fim, quatro turmas foram pouco. Os transportadores pediram mais, e chegamos às oito turmas de MBA em TRC, sem considerar as previstas para abrir em outros estados junto a entidades do setor.


O outro projeto é o estudo de Cabotagem de Santa Catarina (SC) para o Nordeste, contratado com a Compass Logística. De acordo com o relatório da primeira parte do levantamento, o estado tem potencial de carga disponível para migrar sete mil contêineres por mês do rodoviário, isso num universo de crescimento médio anual de 10% somente em SC frente à taxa média anual de 12% no Brasil.


Diante destes resultados, o Sistema Fetrancesc prevê a redução de custos estimada em R$ 82 milhões, a diminuição da exposição dos caminhões a acidentes e a roubos de cargas e a redução nas apólices de seguro e nas ações trabalhistas pela alteração do perfil de jornada de trabalho.

Estas duas ações, somadas a tantas outras desenvolvidas pelo Sistema Fetrancesc para o transportador, demonstram visão de futuro, quebra de paradigmas, criatividade e modernidade com senso de responsabilidade social. Tudo porque o transporte move Santa Catarina; o transporte move o Brasil.


Confira a mensagem enviada pelo presidente

Ari Rabaiolli

Presidente da Federação das Empresas de Transporte de Carga e Logística no Estado de Santa Catarina (Fetrancesc), do Conselho Regional do SEST SENAT/SC, da Cooperativa de Economia e Crédito Mútuo dos Empresários de Transportes do Estado de Santa Catarina (Transpocred) e vice-presidente Regional para o Estado de SC na NTC&Logística