FETRANSPAR | Desafios e oportunidades


Quando fizemos os votos de “inúmeras realizações em 2020” a nossos amigos e familiares, naquele distante dezembro de 2019, não imaginávamos o que aqueles 12 meses vindouros reservavam pela frente. Em toda a minha vida, seja ela militar, familiar, política ou empresarial, nunca vi algo tão desafiador como o cenário imposto pela pandemia da covid-19.


Porém, mesmo com as lamentáveis perdas que o coronavírus provocou, vimos o setor de transporte paranaense rapidamente se mobilizar e se reinventar em meio à tempestade que se formou, resultado, é claro, de um amplo profissionalismo cada vez mais perceptível dentro das transportadoras que primam por resultados e por qualidade na prestação de serviços.


Como entidade que representa essas milhares de empresas de transporte no Paraná, buscamos fazer um plano emergencial no qual situações adversas e críticas de curto médio e longo prazos puderam ser trabalhadas, sem deixar que assuntos de relevância, já planejados, esfriassem e fossem adiados. A primeira medida que tomamos na Federação das Empresas de Transporte de Cargas do Estado do Paraná (FETRANSPAR) foi fugir da polarização política da pandemia que se instalou nas primeiras semanas de isolamento social. A calma e a tomada de medidas sensatas, ancoradas nas orientações das autoridades sanitárias, serviram como bússola naquele ambiente incerto.


Em vez disso, procuramos reforçar em nossos discursos os argumentos da essencialidade do transporte de cargas para o enfrentamento prático da crise de saúde instalada. A mensagem da importância do serviço realizado por seus profissionais tomou conta da pauta no final do primeiro trimestre. A partir desse entendimento por parte de governos, de representantes de classe e da opinião pública, fomos tateando as oportunidades e driblando os desafios que o cenário pandêmico nos impunha.


Deu certo, tanto é que a FETRANSPAR hoje é membro de um importante grupo que apresenta propostas para a retomada do crescimento econômico no estado do Paraná. É lá que, junto de todo o setor produtivo estadual, traçamos estratégias que serão desenvolvidas pelo governo paranaense no pós-pandemia.


Mesmo com a pauta tomada pela preocupação legítima do avanço da covid-19, não deixamos de atuar em assuntos de extrema importância para o setor aqui no Paraná. Temas como a nova rodada de concessões de estradas previstas para 2021 no estado, segurança pública nas estradas, com o foco em cobrar das autoridades números sobre o cenário estadual, bem como o lançamento de serviços on-line e de unidades físicas do SEST SENAT para continuar apoiando os trabalhadores, não saíram da nossa rotina e seguem seu curso.


O período ficará para a história por seus desafios apresentados, mas certamente vamos colher frutos por não nos termos nos rendido à inércia.


Coronel Sérgio Malucelli Presidente da FETRANSPAR e do SEST SENAT Paraná. Membro da Seção de Cargas na Confederação Nacional dos Transportes (CNT). Vice-presidente regional da NTC&Logística