FETRANCESC | A nossa razão de existir. Aqueles que fazem o transporte rodoviário de cargas de SC


Cada desafio é uma oportunidade de crescimento, um trampolim. De que 2020 foi difícil não restam dúvidas. Aliás, todos os cidadãos brasileiros e dos demais países têm a mesma opinião. Mas o extrato deste ano trará a capacidade de reinvenção em cada um de nós.


Para o transporte rodoviário de cargas (TRC), um dos maiores desafios foi atender às grandes demandas de e-commerce. A comodidade de comprar e receber em casa elevou de forma assustadora as compras pela internet, e de fato é extremamente prático.


No entanto, o que movimenta é a logística que acontece por trás dos cliques, pagamentos e entregas. Para algumas empresas, foi preciso pensar em atender pessoas físicas e jurídicas, elevar a capacidade para atender à alta demanda e outros cuidados, que transitam especialmente nas estradas e influenciam na qualidade do atendimento.


Mas esse não foi nosso único desafio. Enquanto lideranças de uma categoria que faz as engrenagens da economia girar, precisamos ir além e nos solidarizar, dar o suporte para que elas não parem. Enquanto o transporte rodoviário de cargas funcionava a todo vapor, em Santa Catarina, a Fetrancesc, a Transpocred, o SEST SENAT, os núcleos da COMJOVEM e diversas empresas e entidades parceiras municiaram os motoristas nas estradas.


Quando todos os estabelecimentos precisaram fechar as portas, esse grupo contratou um serviço de refeições que foram distribuídas a muitos motoristas, que, desesperados, não tinham o que comer e nem onde parar nas estradas.


Aos poucos, quando restaurantes, lanchonetes e estabelecimentos fornecedores/prestadores de serviços para o TRC começaram a abrir, conseguimos mapeá-los por meio do aplicativo Amigo do Motorista, da startup de Joinville E&A, ferramenta esta que teve capilaridade nacional. Isso facilitou a vida do motorista, que em poucos cliques conseguiu localizar o estabelecimento mais próximo para se alimentar ou fazer manutenção do caminhão, por exemplo.


Acima de tudo, para garantir que as nossas empresas de transporte honrassem com seus compromissos financeiros, a Transpocred disponibilizou linhas de crédito sociais e de pandemia durante os primeiros meses da covid-19.


O TRC também foi representado pela Fetrancesc nas reuniões diárias do Grupo Econômico do Governo do Estado de Santa Catarina, juntamente com as demais federações integrantes do Conselho das Federações Estaduais (COFEM/SC), oportunidade na qual contribuímos muito para a retomada das atividades econômicas catarinenses.


Ou seja, a pandemia veio, as dificuldades também vieram, mas nós estivemos aqui o tempo todo, trabalhando nos bastidores para auxiliar aqueles que são nossa razão de existir, aqueles que fazem o transporte rodoviário de cargas de Santa Catarina acontecer.


Ari Rabaiolli

Presidente da Fetrancesc, do Conselho Regional do SEST SENAT Santa Catarina e da Transpocred. Empresário do Transporte Rodoviário de Cargas de SC. Diretor-presidente da Aceville Transportes.